Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11144/4723
Título: Papel da vítima no Direito Português e no Direito Internacional
Autor: Escudeiro, Maria João Simões
Palavras-chave: Vítima (direitos, papel, preponderância)
Tribunais Penais Internacionais
Jurisprudência
Data: Jul-2019
Editora: EDIUAL
Resumo: A criação do Tribunal Penal Internacional é um dos feitos mais aguardados do século vinte. As expetativas e anseios que recaem sobre o Tribunal são, de tal forma altos, que colocam a Comunidade Internacional de olhos postos nas suas decisões. O Estatuto da Vítima está em vigor em Portugal e perante esta circunstância importa analisar o papel das vítimas nos Tribunais Penais Internacionais. Analisaremos a evolução do papel das vítimas nos Tribunais Militares Internacionais de Nuremberga e do Extremo Oriente, passando pelos Tribunais Ad‑Hoc da Ex‑Jugoslávia e do Ruanda e culminando no Tribunal Penal Internacional. A evolução nesta matéria é visível na prática destes tribunais, até porque a análise que se pretendemos fazer, é sobretudo, com base na jurisprudência destes Tribunais
Revisão por Pares: yes
URI: http://hdl.handle.net/11144/4723
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.26619/2184-1845.XX.2.3
ISSN: 2184-1845
Aparece nas colecções:GALILEU - Revista de Economia e Direito. Vol. XX, nº2 (2020)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
O papel da vítima.pdf285,08 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.