Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/5072
Title: “Eles é que começaram com a parvoíce do Covid, por isso têm culpa das pessoas morrerem”. A pandemia da Covid-19 em Portugal e a contínua discriminação e associação do vírus à população chinesa
Authors: Guerreiro, Ana Daniela da Silva
Keywords: OMS
Covid-19
Issue Date: 2021
Publisher: NIP-C@M - Núcleo de Investigação em Práticas & Competências Mediáticas. Departamento de Ciências da Comunicação | Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: No final de dezembro de 2019 a Organização Mundial de Saúde (OMS) foi informada pelas autoridades chinesas sobre a existência de um vírus desconhecido, que tinha surgido na cidade de Wuhan e que estava a causar graves infeções respiratórias. Até essa data já tinha infetado 44 pessoas, 11 em estado grave e 33 em estado estável, mas sem óbitos registados (Paiva, 2020). Os primeiros infetados eram trabalhadores num mercado onde se vendem e consomem animais exóticos (Bittencourt, 2020; Ali, 2020) como cobras, raposas, morcegos e ratos, o que fez com que as autoridades de saúde chinesas ficassem apreensivas e o mandassem fechar (Novak, 2020), uma vez que esses locais, devido à inexistência de condições de higiene, são propícios ao desenvolvimento de doenças e à sua transmissão de hospedeiro em hospedeiro(Fonseca, 2020).
Peer Reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/5072
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.26619/978-972-8191-54-2.1
ISSN: 978-972-8191-54-2
Appears in Collections:NIPCOM - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
1. Ana Daniela da Silva Guerreiro.pdf350,44 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons