Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/4598
Title: Escala de Ajustamento Diádico – EAD e questionário de estilos de autoridade parental para pais – PAQ-P: adaptação transcultural e contributos para a validação em Angola
Authors: Sebastião , Josina Iveth Morais Quitumba
Advisor: Brites, Rute
Keywords: Ajustamento Diádico
Estilos de Autoridade Parental para Pais
Validação Transcutural
Angola
Issue Date: 22-Jun-2020
Abstract: A adaptação e validação transcultural de instrumentos psicométricos é essencial para o incremento e desenvolvimento de investigações de caráter objetivo, com a validade e confiança necessária à compreensão transcultural dos fenómenos e variáveis psicológicas. A inexistência de instrumentos psicométricos adaptados e validados para o contexto angolano justifica o presente estudo de adaptação e validação transcultural dos instrumentos Escala de Ajustamento Diádico (DAS - Dyadic Ajustment Scale) e Questionário de Estilos Parentais para Pais (PAQ-P Parental Authority Questionnaire - Parents report) para o público angolano. Apresentamos dois estudos: 1) Estudo de validação da DAS com 209 participantes angolanos, (49.8% homens e 50.2% mulheres) com idades entre os 22 aos 50 anos, casados ou em união de fato há mais de um ano; 2) Estudo de validação do PAQ-P, com 271 participantes (45.4% homens e 54.6% mulheres), com filhos com idade superior a três anos. Todos os participantes são escolarizados residindo em Luanda – Angola. Aplicação dos instrumentos foi individual e numa única sessão. Para a adaptação transcultural, aplicámos os procedimentos de resposta falada da versão portuguesa dos instrumentos a 480 participantes para aferir a sua adequação linguística e cultural, resultando na substituição de algumas palavras por sinónimos facilitando a compreensão. Não se justitificando mais alterações, ambos os instrumentos foram aplicados às respetivas amostras. A análise fatorial exploratória realizada com rotação varimax, confirmaram a estrutura original do PAQ-P com uma boa consistência interna dos três fatores (1.º fator: Autoritativo; 2.º fator: Permissivo e 3.º fator: Autoritário), aferindo a sua adequação à amostra e utilização em estudos futuros. A análise resultou em duas estruturas fatoriais diferentes, justificando a opção pela estrutura do instrumento original, pelos valores satisfatórios do DAS (1.º fator: Consenso diádico; 2.º fator: Satisfação diádica; 3.º fator: Coesão e o 4.º fator: Expressão de afeto). Ambos os instrumentos revelaram robustez psicométrica permitindo a sua utilização em estudos futuros. Em estudos futuros recomendamos a verificação destes dados através da Análise Fatorial Confirmatória, assim como a aplicação dos instrumentos a uma amostra mais alargada.
URI: http://hdl.handle.net/11144/4598
Thesis Degree: Dissertação de Mestrado em Psicologia. Psicologia Clínica e de Aconselhamento
Appears in Collections:DPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Quitumba Sebastião-Ajust. Diádico e Estilos Parentais.Adaptação.pdf997,35 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.