Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/4076
Title: A política de controlo de doenças transmissíveis em Portugal
Authors: Santos, Denise Capela dos
Keywords: Controlo
Doenças transmissíveis
Infeções
Resistência antimicrobianos
Issue Date: 2016
Abstract: As infeções associadas aos cuidados de saúde e o aumento da resistência aos antimicrobianos representam um problema crescente em todo o mundo e Portugal não é exceção. O país apresenta uma prevalência de infeções hospitalares elevada quando comparada com outros países da Europa, facto que tem uma implicação grande não só relativamente à segurança dos doentes como para a economia da saúde (Público, 2016)a . Efetivamente, em caso de infeção hospitalar, o prazo médio de internamento aumenta de cerca de sete dias para mais de 36 dias, em hospitais públicos (Público, 2016)a , havendo aqui um potencial enorme de redução da despesa do hospital associada ao combate às infeções nosocomiais.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/4076
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.26619/UAL-CEE/WP012016
Appears in Collections:DCEE - Relatórios/Pareceres

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Santos 2016 Controlo doenças transmissíveis.pdf366.68 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.