Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/872
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorTerlica, Sofia-
dc.date.accessioned2015-04-21T14:09:19Z-
dc.date.available2015-04-21T14:09:19Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.isbn978-989-8191-45-8-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11144/872-
dc.description.abstractA Islândia foi um dos primeiros países a ser severamente atingido pela crise do subprime em 2007. Este artigo mostra, num primeiro ponto, de que forma a crise se desenrolou em 2008 e, em segundo, alguns aspectos da economia depois da crise. A Islândia é uma economia de dimensão muito pequena, quando comparada com os restantes países europeus. A população é cerca de 319 mil habitantes, o que equivale a uma pequena cidade europeia. Apesar da sua pequena dimensão, desenvolveu um sistema bancário de elevada dimensão em comparação com o PIB e que ficou praticamente na sua totalidade falido em 2008.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherOBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboapor
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleIslândia: a crise de 2008 e repercussões actuaispor
dc.typearticlepor
degois.publication.firstPage130por
degois.publication.lastPage131por
degois.publication.titleJANUS 2013 - As incertezas da Europapor
dc.peerreviewednopor
dc.relation.publisherversionhttp://janusonline.pt/popups2013/2013_3_2_4.pdfpor
Appears in Collections:BUAL - Artigos/Papers
OBSERVARE - JANUS 2013 - As incertezas da Europa

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sofia Terlica.pdf1,08 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.