Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11144/5760
Título: O impacto da COVID-19 na livre circulação de pessoas na UE e restrições justificadas por razões de saúde pública: uma breve análise
Autor: Sousa, Constança Urbano de
Palavras-chave: Liberdade de circulação de pessoas
cidadania da União
controlos de fronteiras
COVID 19
Data: Dez-2021
Editora: Ratio Legis - Centro de Investigação e Desenvolvimento em Ciências Jurídicas. Universidade Autónoma de Lisboa
Resumo: A pandemia COVID 19 na União Europeia implicou, praticamente em todos os Estados-Membros, a adoção de medidas para controlar a propagação e gerir o seu impacto nos sistemas nacionais de saúde. As medidas adotadas (confinamento, quarentenas, encerramento ou controlo de fronteiras, exigência de Certificado Digital COVID, com ou sem teste negativo complementar, entre outras) tiveram uma inegável repercussão na livre circulação de pessoas no interior da União, afetando um dos seus princípios estruturantes. Objetivo deste artigo é analisar a conformidade de algumas destas medidas com o Direito da União Europeia, em especial com os princípios que regulam a possibilidade de restrições à livre circulação de pessoas com fundamento em razões de saúde pública.
Revisão por Pares: yes
URI: http://hdl.handle.net/11144/5760
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.26619/2184-1845.XXII.2.1
ISSN: 2184-1845
Aparece nas colecções:GALILEU - Revista de Economia e Direito. Vol. XXII, nº2 (2021)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Galileu_XXII_2_Impacto.pdf145,43 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.