Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/5598
Title: O cronótipo de crianças em idade escolar: impacto no desempenho académico e no comportamento
Authors: Vieira, Rayane Marques
Advisor: Figueiredo, Sandra
Keywords: cronótipo
idade escolar
desempenho académico
comportamento em sala de aula
Issue Date: 12-Jul-2022
Abstract: Nos últimos anos, a preferência circadiana tem sido um tema bastante estudado, inclusive as diferenças fisiológicas e comportamentais têm sido investigadas maioritariamente na população juvenil e adulta. Na literatura, já existem estudos que demonstram a relação do cronótipo com o desempenho académico e com o comportamento, verificando-se que os indivíduos do tipo matutino têm melhores resultados académicos e exibem com menos frequência comportamentos de agitação psicomotora, de oposição e de desatenção, comparativamente aos vespertinos. O presente estudo pretende caraterizar o cronótipo de crianças portuguesas com idades entre os 6 e os 11 anos, e examinar se os grupos matutinos e vespertinos se diferenciam quanto ao desempenho académico e ao comportamento em sala de aula. Neste estudo transversal e quantitativo, desenvolvido no Agrupamento de escolas da Amadora, foi aplicado o Questionário do Cronótipo a uma amostra de 140 crianças e a Escala de Conners - Versão Reduzida a 12 professores. A amostra das crianças foi classificada quanto à Matutinidade/Vespertinidade, pelos seus encarregados de educação, verificando-se que 32 crianças eram do tipo matutino, 55 do tipo intermédio e 28, vespertino. Os resultados indicam que as diferenças entre esses grupos não foram estatisticamente significativas, no que diz respeito ao rendimento académico, aos comportamentos de oposição, problemas de desatenção e excesso de agitação psicomotora. Verificou-se que as crianças do tipo matutino apresentaram com maior frequência comportamentos de oposição, comportamentos de inatenção e de agitação psicomotora do que as crianças do tipo vespertino. Verificou-se também que os grupos não divergiram significativamente em função da idade, sendo que na presente amostra, para as duas faixas etárias definidas (6-7 e 8-11 anos), as crianças são do tipo intermédio. O presente estudo destaca a importância de se promover a investigação sobre a influência dos ritmos circadianos no desempenho académico e comportamentos de crianças na faixa etária dos 6-11 anos, uma vez que é um tema pouco estudado nesta faixa etária, mas em outras idades está provado que a preferência circadiana interfere nas atividades do dia a dia, na concentração, nos comportamentos, no sucesso escolar, entre outros aspetos.
URI: http://hdl.handle.net/11144/5598
Thesis Degree: Dissertação de Mestrado em Psicologia. Piscologia clínica e de aconselhamento
Appears in Collections:DPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Rayane Vieira (20160523).pdf1,24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.