Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/5580
Title: O campus como hipótese de regeneração urbana: um vazio entre escolas
Authors: Oertzen, Anne Motta von
Advisor: Lobo, Inês
Sequeira, Arquiteta Marta
Varela, Júlia
Keywords: Cidade
Vazio
Agricultura
Marvila
Issue Date: 27-Jul-2022
Abstract: As cidades contemporâneas, densas e populosas, contêm muitas vezes espaços vazios, sem vida, não qualificados e desarticulados em relação à envolvente urbana. Esta tese, por sua vez, propõe recuperar o conceito de campus – historicamente associado ao programa universitário, mas não necessariamente dele dependente – e a sua utilidade como espaço revitalizador de uma área urbana desagregada. Como caso de estudo é eleita a zona de Marvila – uma freguesia da cidade de Lisboa que, até ao século XIX, era ocupada por múltiplas quintas, que tiravam partido da fertilidade das terras onde se implantavam, mas que hoje se encontra bastante desarticulada, entre uma certa persistência da sua vocação agrícola, a que se somam fragmentos urbanos e industriais. No interior deste território, entre três unidades escolares – (1) a Escola Luís António Verney, (2) a Escola Industrial Afonso Domingues e a Casa de São Vicente e (3) a Escola Básica de Marvila – é identificado um vazio urbano. Nesta investigação propõe-se como hipótese de regeneração a articulação deste conjunto através da criação de um novo campus escolar, cujo vazio central, agricultado, poderia gerar uma nova dinâmica urbana.
URI: http://hdl.handle.net/11144/5580
Thesis Degree: Dissertação de Mestrado em Arquitectura
Appears in Collections:DA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Anne Motta.pdf53,88 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.