Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/5410
Title: Confinamento sanitário e experiências restauradoras: estudo exploratório em idosos portugueses
Authors: Fernandes, Jacinta
Sousa, Cátia
Gonçalves, Gabriela
Keywords: confinamento
pandemia COVID-19
portugueses seniores
ambiente restaurador
experiência restauradora
Issue Date: Dec-2021
Publisher: Centro de Investigação em Psicologia – CIP. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: Até 2020, o confinamento tinha sido uma realidade não vivenciada pela generalidade das pessoas. Como lidaram emocionalmente as pessoas com o confinamento pandémico associado à COVID-19, de forma a experienciar emoções positivas e, consequentemente, a manter a sua saúde mental? Neste estudo descritivo pretendeu-se explorar qual o contributo de diferentes atividades diárias, particularmente de atividades de contacto com ambientes restauradores e de experiências restauradoras, para o bem-estar de indivíduos sénior confinados em Portugal devido à pandemia COVID-19. Analisaram-se os conteúdos dos diários de quatro portugueses maiores de 60 anos (MIdade = 69 anos), realizados durante seis dias do primeiro confinamento sanitário associado à COVID-19 em Portugal. Foram reportadas predominantemente emoções positivas associadas às atividades cotidianas, constituindo as atividades ocupacionais a parcela dominante. Atividades artístico-culturais, contactos sociais e atividades de contacto com a natureza apareceram predominantemente associadas a emoções positivas e as atividades relacionadas com o (tele)trabalho e tarefas domésticas tendencialmente associados a emoções negativas. As notícias foram responsáveis por grande parte das emoções negativas. Um dos tipos de atividades diárias considerada como a mais agradável e escolhida como estratégia consciente para lidar com as maiores dificuldades cotidianas, o contacto com a natureza, mostrou ter um elevado potencial restaurador do bem-estar percebido. Apesar da amostra reduzida, os resultados evidenciaram o potencial das experiências que decorrem em ambientes de proximidade com a natureza na regulação emocional ou restauração do bem-estar psicológico, e também na restauração da capacidade de atenção, em tempos de confinamento sanitário.
Peer Reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/11144/5410
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.26619/2183-4806.XVII.2.3
ISSN: 2183-4806
Appears in Collections:PSIQUE. Vol.17, nº2(2021)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PSIQUE_XVII_2_JacintaFernandes.pdf441,35 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons