Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/5365
Title: O efeito de uma tarefa de indução de experiências “not just right” em indivíduos não clínicos
Other Titles: The effect of a “not just right” experiences induction task on non-clinical individuals
Authors: Bôto, M.
Carmo, C.
Jiménez-Ros, A.
Keywords: incompletude
experiências “not just right”
indução experimental
perturbação obsessivo-compulsiva
Issue Date: Jan-2021
Publisher: Centro de Investigação em Psicologia – CIP. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: Os sentimentos de incompletude têm sido estudados enquanto mecanismo motivacional da perturbação obsessivo-compulsiva. São definidos como um traço nuclear que inclui um sentimento perturbador e abrangente de que as ações não estão como deveriam estar. Podem manifestar-se através de fenómenos sensoriais subjetivos mais breves e específicos: as experiências “not just right” (NJR). A presente investigação teve o objetivo de induzir experimentalmente experiências (NJR) através da realização de uma tarefa de memória de palavras. Participaram 100 indivíduos não clínicos da população geral portuguesa de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 50 anos e distribuídos aleatoriamente por duas condições experimentais (grupo experimental: n=50; grupo de controlo: n=50). Os participantes do grupo experimental foram impedidos de finalizar a tarefa devido a uma indicação de fim de tempo. Os participantes do grupo de controlo tiveram todo o tempo necessário para concluí-la. Os resultados demonstraram que a manipulação experimental induziu experiências NJR, provocou desconforto físico e impulsos de agir após a indicação de fim da tarefa. Não existiram alterações no humor, emoções negativas ou dificuldades de supressão de sensações desconfortáveis. Visto tratar-se de uma amostra não clínica, a quantidade e severidade das sensações revelou-se baixa. A indução experimental, o desconforto e o impulso de agir corroboram os resultados de estudos prévios, contrariamente à ausência de afetividade negativa e esforços de supressão. A continuidade da investigação destes marcadores transdiagnósticos utilizando tarefas in vivoé crucial, para que um maior conhecimento sobre eles possa conduzir a intervenções psicoterapêuticas com resultados mais satisfatórios.
Peer Reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/11144/5365
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.26619/2183-4806.XVII.NT.4
ISSN: 2183-4806
Appears in Collections:PSIQUE. Vol.17, nº1(2021)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
O EFEITO DE UMA TAREFA DE INDUÇÃO DE EXPERIÊNCIAS.pdf358,13 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons