Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/5060
Title: Promover a motivação e a sustentabilidade corporativa de unidades privadas de cuidados continuados como estratégia para alcançar o desempenho organizacional
Authors: Raposo, Luisa
Advisor: Santos, Denise Capela dos
Keywords: Motivação
Sustentabilidade corporativa
Cuidados Continuados Privados
Desempenho organizacional
Issue Date: 5-Jan-2021
Abstract: A sustentabilidade corporativa é a forma como os recursos da organização são usados para criar uma vantagem competitiva a nível económico, social e ambiental (Sadatsafavi & Walewski, 2013), no longo prazo. O objetivo deste trabalho é analisar a motivação e a sustentabilidade corporativa e o seu desempenho nas unidades privadas de cuidados continuados (CC), de internamentos e ambulatório para doentes crónicos com autonomia limitada, em Lisboa. Este é um estudo hipotético-dedutivo, quantitativo. Procedeu-se à revisão da literatura recorrendo à B-On, seguida de um estudo empírico com aplicação de um inquérito por questionário a auxiliares e a enfermeiros das unidades de CC privadas de Lisboa. Por fim procedeu-se à análise de resultados, através de testes de consistência interna do questionário, estatística descritiva das variáveis latentes, teste de normalidade e testes de correlações, pelo SPSS. Os resultados do Alfa de Cronbach indicam que as variáveis do questionário tinham uma consistência interna boa após exclusão de perguntas e obtenção de Alfa, por variável, entre 0,924 e 0,660. O teste de Kolmogorov-Smirnov indicou que as variáveis não apresentavam uma distribuição normal. O teste de correlação de Spearman indicou uma correlação do desempenho organizacional com a sustentabilidade social (0,826) positiva e mais forte, seguida da sustentabilidade económica (0,661). Não se comprovou relação entre a sustentabilidade ambiental e o desempenho, neste mercado. A correlação do desempenho com a variável motivação foi de 0,668, que é uma correlação positiva forte, podemos afirmar que a motivação influencia o desempenho organizacional. Concluiu-se assim que é necessário motivar e existir investimento em sustentabilidade corporativa, prioritariamente em sustentabilidade social, em unidades privadas de cuidados continuados, de forma a melhorar o desempenho destas organizações, numa época em que este mercado se encontra em expansão, com o envelhecimento da população e escassez de recursos do Serviço Nacional de Saúde em Portugal, mas em que aumenta também a competitividade a nível nacional e internacional.
URI: http://hdl.handle.net/11144/5060
Thesis Degree: Dissertação de Mestrado em Gestão de Empresas. Especialidade em Planeamento e Estratégia Empresarial
Appears in Collections:DCEE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
19.10 Dissertação 2020 LR.pdf2,16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.