Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/4921
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorPerez, Reginaldo Teixeira-
dc.contributor.authorPalermo, Marcos Pascotto-
dc.date.accessioned2021-04-08T08:51:23Z-
dc.date.available2021-04-08T08:51:23Z-
dc.date.issued2021-
dc.identifier.issn2183-4814-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11144/4921-
dc.description.abstractAproxima-se de um ano do Governo Bolsonaro. E não seria exagerada a afirmação de que um sinônimo para ele seria o de crises (no plural) – advindo daí uma saliente dúvida: crises com origens externas à gestão ou por ela provocadas? Por certo, a resposta a esse questionamento deve contemplar as duas dimensões, mas parece haver motivos à farta para reconhecermos que a primeira fonte de problemas se encontra no próprio governo. Se isso se pensa da política interna, da mesma forma, neste decurso, já se pode pensar em reflexos de sua atuação em termos de relações exteriores. Rememore-se, brevemente, de alguns traços da ascensão eleitoral impressionante da candidatura bolsonarista nas eleições de 2018: foi um processo de alinhamento de diversas posições que tinham em comum um forte sentimento “antissistema” – com especificidades antipolíticas (alcançando os políticos e as instituições representativas, identificados com a corrupção), com foco no PT (Partido dos Trabalhadores) e nas figuras de proa dos partidos até então no controle do Estado brasileiro: PMDB, PP e PSDB, entre outros. Em suma: o discurso proferido por Bolsonaro, fazendo uso até de redes e imagens religiosas, revestiu-se de novidade em face da dicção de suas críticas – contra tudo e contra todos. Prometia-se um governo de regeneração moral – e de forte conteúdo nacional, sem descurar, no que poderia se considerar em alguns pontos paradoxal, de uma agenda liberal na economia – diante de uma estrutura considerada como corrompida.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.publisherOBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboapt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectPolíticapt_PT
dc.subjectPolítica Internapt_PT
dc.subjectPolítica Internacionalpt_PT
dc.subjectBrasilpt_PT
dc.titleO governo Bolsonaro: crises internas e controvérsias externaspt_PT
dc.typearticlept_PT
degois.publication.locationLisboapt_PT
degois.publication.titleJanus 2020-2021 -As relações internacionais em contexto de pandemiapt_PT
dc.peerreviewedyespt_PT
dc.relation.publisherversionhttps://observare.autonoma.pt/anuario/pt_PT
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2020-2021 - As relações internacionais em contexto de pandemia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Janus_20_1_14_RTP_MPP.pdf75,71 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.