Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/4559
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorBothe, Anja-
dc.date.accessioned2020-06-19T09:17:59Z-
dc.date.available2020-06-19T09:17:59Z-
dc.date.issued2018-12-10-
dc.identifier.citationBothe, Anja, Direito Humano a um ambiente sadio, in: Jorge Bacelar Gouveia, UAL, Colóquio: Declaração Universal dos Direitos Humanos - 70 anos, 10 dezembro de 2018, Lisboapt_PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11144/4559-
dc.descriptiono registo consiste no ficheiro power point e no vídeo da palestrapt_PT
dc.description.abstractAs Nações Unidas estão a ponderar o estabelecimento de um Direito Humano ao Ambiente. Na Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948 temos os diversos direitos que têm um ambiente saudável como pré-requisito.Erosão dos solos, poluição do ar, da alimentação, da água e catástrofes naturais impedem o bem-estar e uma vida em dignidade Ficou claro desde os inícios dos movimentos ambientais dos anos 60: Sem um ambiente saudável não há realização dos direitos humanos Especialmente o direito à vida, saúde, alimentação, água, habitação, cultura, desenvolvimento, propriedade e vida privada foram “pintados de verde” porque a degradação ambiental interfere diretamente com eles. Em janeiro de 2018 o relator especial apresentou 16 princípios básicos referentes aos Direitos Humanos e ao ambiente - framework principles on human rights and the environment “Os Estados devem assegurar um ambiente seguro, limpo, saudável e sustentável para respeitar, proteger e realizar os Direitos Humanos”, 1.º Princípio Básico“. Em july de 2018, perante a Assembleia Geral das Nações Unidas, defenderam o atual e o anterior Relator Especial para os Direitos Humanos relacionados com um ambiente saudável (Special Rapporteur on the issue of human rights obligations relating to the enjoyment of a safe, clean, healthy and sustainable environment), "…o reconhecimento global de um direito a um ambiente seguro, limpo, saudável e sustentável deve ser visto como um imperativo moral urgente."pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.subjectDireitos Humanospt_PT
dc.subjectDireito a um ambiente saudávelpt_PT
dc.subjectDeclaração Universal dos Direitos Humanospt_PT
dc.subjectDireito do Ambientept_PT
dc.titleDireito Humano a um Ambiente Sadiopt_PT
dc.title.alternativeDeclaração Universal dos Direitos Humanos - 70 Anos - standup4 Human Rightspt_PT
dc.typelecturept_PT
degois.publication.locationUniversidade Autónoma de Lisboapt_PT
degois.publication.titleColóquio: Declaração Universal dos Direitos Humanos - 70 anos, standup4 Human Rights, 10 dezembro de 2018pt_PT
degois.publication.volume2º painel: Direitos Humanos, Economia e Justiçapt_PT
dc.peerreviewednopt_PT
Appears in Collections:DDIR - Comunicações em conferências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Anja 2018 Direito Humano à um ambiente saudável.pdf908,8 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Link Colóquio DUDH.docx12,06 kBMicrosoft Word XMLView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.