Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/3775
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCunha, Vera Abecasis-
dc.date.accessioned2018-05-15T10:32:43Z-
dc.date.available2018-05-15T10:32:43Z-
dc.date.issued2018-04-17-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11144/3775-
dc.description.abstractSines é o lugar desta colisão programática. Um território comum habitado de sa-beres, tempos e consequentes transformações que constituem fragmentos de uma identidade perdida ao longo dos anos. A cidade evoluiu na ausência de um pensamento urbano estruturado para todo o seu conjunto, assim a sua malha urbana é composta por várias épocas e diferentes modos de construir. Este desenvolvimento desordenado foi distanciando a cidade do seu maior recurso natural — a água. Como consolidar um território constituído por diversos fragmentos em constante colisão e como devolver a ligação da cidade interior com a água potencializando todas as suas qualidades, foram as primeiras questões levantadas. Nesta reflexão a água é entendida como uma extensão do território, transformando-se num elemento polarizador que adquire um papel fundamental no processo identitário do mesmo. Foi através da descoberta de um percurso, parcialmente desactivado, com cerca de um quilómetro e meio, que se deu início a todo o processo. É a partir deste eixo agregador, que liga a cidade de norte a sul seccionando todas as áreas em colisão que caracterizam o território e da implantação de diversas estruturas de articulação ao longo do percurso, que se pretende gerar um sistema de articulação com a água. Na tentativa de devolver uma identidade colectiva ao lugar.por
dc.description.abstractSines is the site of this programmatic collision. A common territory inhabited by knowledge, times and consequent transformations that are fragments of an identity lost over the years. The city evolved in the absence of a structured urban thought for its whole, so its urban fabric is composed of several epochs and diferent ways of building. This disorderly development has distanced the city from its greatest natural resource — water. How to consolidate a territory constituted by several fragments in constant collision and how to return the connection of the inner city with the water, potentializing all its qualities, were the first questions raised. In this reflection, water is understood as an extension of the territory, becoming a polarizing element that acquires a fundamental role in the identity process of it self. It was through the discovery of a route, partially deactivated, with a length of about 1.5 kilometers, that began the whole process. It is from this axis aggregator, which connects the city from north to south, sectioning all the areas in collision that characterize the territory and the implantation of several structures of articulation along the route, that is intended to generate a system of articulation with water. In an attempt to return a collective identity to the place.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectcolisão programáticapor
dc.subjectsistemapor
dc.subjectáguapor
dc.subject(re)articularpor
dc.subjectprogrammatic collisionpor
dc.subjectwaterpor
dc.subjectsystempor
dc.subject(re)articulatepor
dc.titleColisão programática : um modo de ( re ) articular Sines com a àguapor
dc.typemasterThesispor
thesis.degree.nameDissertação de Mestrado em Arquitecturapor
dc.identifier.tid201910519por
Appears in Collections:DA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Vera Cunha.pdf159,13 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.