Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/1942
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorFraga, Luís Alves de-
dc.date.accessioned2015-11-20T17:49:39Z-
dc.date.available2015-11-20T17:49:39Z-
dc.date.issued2002-
dc.identifier.isbn972-8179-42-1-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11144/1942-
dc.description.abstractSe é certo que a região noroeste da Península Ibérica apresentava característicassocioculturais que a distinguiam das restantes, não é menos certo que Portugalnasceu em consequência de uma clara vontade de fugir à acção centralizadora deLeão e, mais tarde, de Castela. Do século XII ao século XIV foi o querer daselites da nobreza fundiária que marcou a clara separação da Galiza e dos reinosvizinhos, ao mesmo tempo que a conquista a sul, contra o domínio sarraceno, garantiaa dimensão do reino que havia sido, em 1179, reconhecido pela Santa Sé como unidadepolítica com existência jurídica.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherOBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboapor
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleUm duplo relacionamento: com a Espanha e com o Impériopor
dc.typearticlepor
degois.publication.titleJanus 2002: a política externa portuguesapor
dc.peerreviewednopor
dc.relation.publisherversionhttp://janusonline.pt/2002/2002_3_1_3.htmlpor
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2002 - A política externa portuguesa

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus2002_3_1_3.doc177 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.