Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/1317
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorNunes, Carlos Costa-
dc.date.accessioned2015-07-02T10:24:43Z-
dc.date.available2015-07-02T10:24:43Z-
dc.date.issued2006-
dc.identifier.isbn989-619-020-8-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11144/1317-
dc.description.abstractA evolução recente dos mercados do crude tem-se caracterizado por aumentos rápidos e sustentados de cotações, já que no período de 12 meses iniciado em Julho de 2004 o Brent duplicou de preço, tendo passado de cerca de 30 para os 60 dólares por barril, tendência que se deverá ainda vir a agudizar. As causas para esta situação compreendem múltiplas razões que vão desde a oferta condicionada pela concentração das reservas e da produção nalguns países do Médio Oriente, à lógica dos novos investimentos na prospecção e a uma procura em aceleração, alimentada “artificialmente” por uma componente especulativa.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherOBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboapor
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleA China e a Índia, grandes actores da cena petrolíferapor
dc.typearticlepor
degois.publication.titleJanus 2006: A nova diplomaciapor
dc.peerreviewednopor
dc.relation.publisherversionhttp://janusonline.pt/2006/2006_1_1_23.htmlpor
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2006 - A nova diplomacia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus2006_1_1_23.doc251 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.