Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/824
Title: Televisões globais, história única
Authors: Cádima, Francisco Rui
Issue Date: 2012
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: TAL COMO SUCEDEU com Chimamanda Adichi, que só começou a ter uma visão mais próxima da sua Nigéria natal quando come- çou a ler literatura africana – nomeadamente Chinua Achebe e Camara Laye – assim o mundo muçulmano só começou a reconhecer melhor a sua própria imagem televisiva e a sua própria história recente após a criação da rede do Quatar, a Al Jazeera. A Al Jazeera, que signifi ca «a ilha» em árabe, arrancou a 1 de Novembro de 1996, pretendendo ser uma espécie de CNN para o mundo islâmico. Contudo, só após o 11 de Setembro começou a ser mais conhecida no Ocidente, mas quase nunca pelas boas razões ocidentais. O novo mensageiro narrava os factos em função desse «outro», em tempos dito «infi el», e tanto bastava para que o Norte determinasse a morte desse aliení- gena. Bush e Blair ter-se-ão entendido nessa matéria, segundo relatou Jeremy Scahill na The Nation. A rede do Quatar tornou-se assim a voz desse «outro» e do «mal». Mas também é verdade que a própria comunicação estratégica israelita, sempre que necessita, não deixa de ocupar esse «demonizado» espaço. A «ilha» não deixa, pois, de realizar a metáfora, sendo neste caso uma porção de discurso rodeado de mensagem por todos os lados
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/824
ISBN: 978-989-619-221-1
Publisher version: http://janusonline.pt/popups2011_2012/2011_2012_1_10.pdf
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2011-2012 - Portugal num mundo em mudança
BUAL - Artigos/Papers

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Francisco Cádima.pdf220.61 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.