Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/691
Title: Estilos parentais e o rendimento escolar
Authors: Paz, Telma
Orientador: Pires, Mónica
Keywords: Parentalidade
Estilos Parentais
Díades pais-filhos
Rendimento escolar
Issue Date: 14-Nov-2014
Abstract: Sabemos que a família exerce forte impacto na vida dos seus elementos. Pais e filhos, recebem e dão contributo para que se construa uma dinâmica e linguagem própria e individual da família. Os estilos parentais são os comportamentos, atitudes dos pais face a tudo o que envolve os seus filhos. A forma como lidam com os filhos, as estratégias que utilizam na educação, acabam por construir um ambiente emocional, que pode ser mais permissivo, autoritário ou autoritativo. Este estudo pretende analisar se existe influência dos estilos parentais no desempenho escolar dos filhos, durante a adolescência. A amostra foi recolhida numa escola pública da grande Lisboa, junto de alunos do 5º ao 9º ano escolar juntamente com a participação dos pais (encarregados de educação). O método de recolha dos dados eleito foi o quantitativo, recorrendo aos Questionário de Autoridade Parental (versão pais e filhos) e ao Questionário Sociodemográfico. Fundamentado na literatura existente, percebemos que o efeito dos estilos parentais varia em função do contexto cultural. Juntamente com a oportunidade de fazer esta análise com base naquilo que são as perceções dos pais e dos filhos num mesmo estudo, considerou-se pertinente estudar e observar o seu impacto no desempenho escolar dos adolescentes. Os resultados deste estudo demonstraram que o estilo parental autoritativo é aquele que se associa positivamente a melhores resultados escolares. Estando o estilo parental permissivo e autoritário mais associado a resultados médios escolares mais baixos. Verificámos que não existe grau de concordância entre a perceção de estilo parental entre as díades pais- filhos e /mães-filhos, tal pode indicar falhas na comunicação familiar, isto é, aquilo que os pais tentam transmitir aos filhos está a ser percebido por eles de outra forma ou ainda que não existe comunicação entre os elementos da família, ficando a descodificação das atitudes e comportamentos dos pais para os filhos sem que exista qualquer explicação ou conversa. Estes resultados podem também ser explicados pela desejabilidade social. Quanto ao género dos pais, não se observaram diferenças no estilo parental. As variáveis sociodemográficas idade, escolaridade e rendimento económico exercem um efeito significativo na perceção de estilos parentais dos pais. Quanto mais baixa a escolaridade e rendimento dos pais, mais permissivos ou autoritários eles se consideram. Quanto maior o rendimento económico, V mais os pais se percepcionam como autoritativos. A idade dos pais também exerce um efeito significativo. Quanto mais idade têm os pais menos eles se consideram autoritários.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/691
Appears in Collections:DPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estilos Parentais e rendimento escolar - Telma Paz.pdf530.14 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.