Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/4118
Title: Pombal e o Rei: valimento ou governamentalização?
Authors: Subtil, José
Keywords: Pombal
escrivão da puridade
valido
primeiro-ministro
Issue Date: 2011
Publisher: ISCTE-IUL
Abstract: Partindo de uma síntese sobre o processo de decisão régia e o papel desempenhado pelos escrivães da puridade – secretários régios ou «validos» – e pelos secretários de Estado, conclui-se que o pombalismo corresponde a uma nova fase política caracterizada pela formação de um governo activo e reformista, apoiado por uma estrutura administrativa inovadora que tendeu a «autonomizar-se» da sociedade política tradicional e da sede do próprio poder régio. Assim, Pombal exerceu, de facto, a função de um primeiro-ministro, diferente da figura de um valido que tivesse procurado impor-se politicamente entre o monarca, as secretarias, os tribunais e os conselhos.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/11144/4118
metadata.dc.identifier.doi: 10.4000/lerhistoria.1472
ISSN: 2183-7791
Appears in Collections:DH - Artigos/Papers

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Pombal e o Rei, Ler História.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.