Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/3986
Title: Famílias Multiproblemáticas: A Interação Mãe-Criança E Traços De Histórias De Vida – Um Estudo Exploratório
Authors: Carvalha, Inês
Pires, Mónica
Ventura, Inês
Keywords: Famílias multiproblemáticas
História familiar
Parentalidade
Brincar
Issue Date: 2018
Publisher: Ordem dos Psicólogos
Citation: Carvalha, I., Pires, M. & Ventura, I. (2018). Famílias multiproblemáticas: a interação mãe-criança e traços de histórias de vida – um estudo exploratório. Abstracts from the 4ºCongresso Ordem dos Psicólogos Portugueses The Psychologist: Practice & Research Journal, Supp 1(1), S124.
Abstract: O principal objetivo desta investigação, centrou-se num estudo de famílias multiproblemáticas, para conhecer as suas características comuns, nomeadamente a interação mãe-criança. A amostra clínica é composta por oito famílias, mães e filhos e foram referenciadas pelos técnicos de um equipamento de apoio à primeira infância, de um bairro social de Lisboa. Tratase de um estudo exploratório, assente numa metodologia qualitativa, através da abordagem fenomenológica. Utilizámos a entrevista clínica semiestruturada para recolha da história familiar, com entrevistas individuais, através da abordagem centrada na pessoa, e procedemos à observação de uma situação padronizada em três momentos através do brincar livre, dirigido e arrumação. A análise fenomenológica indicou-nos três categorias centrais, comuns a estas famílias, nomeadamente, história de vida, família e parentalidade, com os seguintes constituintes essenciais, respetivamente: família de origem e relações abusivas; gravidez; comportamento parental. Relativamente à interação mãe-criança, na situação padronizada, obtivemos as seguintes categorias: comportamento da mãe, interação da mãe e comportamento da criança. Verificámos que o comportamento da mãe obteve maior percentagem no brincar dirigido, a interação da mãe foi superior no brincar livre e o comportamento da criança aumentou durante a arrumação. Estes resultados são significativos, demonstrando que a interação é influenciada de acordo com a situação, se dirigida pela mãe ou pela criança. Apesar da amostra reduzida, este trabalho permite criar condições para uma melhor compreensão destas famílias podendo trabalhar com elas nas suas limitações e dificuldades.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/3986
ISSN: 2184-3317
Appears in Collections:CIP - Posters



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.