Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11144/3900
Título: Famílias multiproblemáticas: a interação mãe-criança e traços de histórias de vida – um estudo exploratório
Autor: Carvalha, Inês Catarina de Azevedo
Orientador: Pires, Mónica
Palavras-chave: famílias multiproblemáticas
metodologia qualitativa
interação mãe criança
parentalidade
brincar
Data: 19-Set-2018
Resumo: O presente trabalho de investigação recai sobre o conceito de famílias, da parentalidade e da conjugalidade e das suas inúmeras características. Por isto, a nossa amostra é muito específica, uma vez que se enquadra numa pequena parte da população, com características particulares e consiste num grupo clínico de oito famílias referenciadas pel os técnicos de quatro equipamentos de primeira infância, frequentados pelos filhos. Este estudo assenta principalmente nas necessidades destas famílias, e de que forma podem os técnicos contribuir para ajudar a melhorar as relações entre mães e filhos, de forma a trabalhar para uma parentalidade mais positiva. Tivemos como objetivo principal conhecer de forma aprofundada as características comuns, e o percurso de vida das famílias vulneráveis multiproblemáticas , bem como compreender quais as características parentais destas famílias, perceber quais os Estilos Parentais (EP) predominantes e qual a dimensão do investimento parental predominante. Foi pretendido também observar e obter informações sobra as interações diádicas através do brincar. Trata-se de um estudo exploratório, assente numa metodologia qualitativa, através do método fenomenológico, o que nos permitiu uma maior compreensão dos relatos destas participantes através da entrevista clínica e da análise de conteúdo que serviu para obter os resultados das interações diádicas com atividades lúdicas. Foi possível verificar nos resultados obtidos através das entrevistas, que estas oito participantes têm vivências comuns entre si, nomeadamente a falta de suporte familia r, o abandono escolar, gravidez na adolescência, filhos de diferentes companheiros e violência física e psicológica. Quanto aos resultados dos questionários acerca da parentalidade, verificámos que o EP predominante nestas famílias é o EP Autoritativo, e relativamente ao Investimento Parental, verificou -se uma maior predominância no item da Aceitação Parental. Estes indicadores revelam que estas mães tendem a definir regras de forma clara e são atentas às necessidades dos filhos, promovendo também a comuni cação e tendem a agir de acordo com os interesses dos filhos. Contudo não podemos colocar à margem a questão da desejabilidade social destas mulheres, uma vez que durante as sessões foi possível perceber que estas mães tendem a ser muitas vezes autoritárias em momentos que deviam privilegiar a liberdade e criatividade das crianças, o que indica que assentam em regras rígidas. Relativamente aos resultados obtidos através da interação lúdica, de um modo geral verificámos algumas diferenças entres os momentos do Brincar Livre (BL) e Brincar Dirigido (BD), uma vez que houve mais participação quer da mãe quer da criança neste segundo momento. Foi possível perceber que estas mães têm alguma dificuldade em brincar com os filhos, usam da autoridade para impor as su as vontades e por algumas vezes demonstraram saturação e desvalorização com a criança. Contudo importa realçar os aspetos positivos que foram observados, como a comunicação através dos elogios, a disponibilidade ou a interação verbal e física, na partilha da mesma atividade. Foi percetível também que as crianças apesar de gostarem de brincar com as mães, preferem brincar sozinhas, o que pode resultar da dificuldade das mães em brincar.
URI: http://hdl.handle.net/11144/3900
Aparece nas colecções:DPS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO FINAL setembro.pdf2.11 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.