Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/3858
Title: Toxicodependentes Sem-Abrigo Em Centros De Acolhimento Temporário e Funcionamento Familiar: Estudo Exploratório
Authors: Dolores, Marisa
Orientador: Pires, Mónica
Keywords: Sem-abrigo
Toxicodependência
Psicopatologia
Vinculação
Famílias Multiproblemáticas.
Issue Date: 25-Jul-2018
Abstract: O conhecimento e a compreensão da população sem-abrigo residente num CAT é um fator fundamental para o desenvolvimento e aplicação de técnicas e estratégias adequadas e adaptadas a cada um dos seus utentes. Definimos como objetivo geral caracterizar, conhecer e compreender a população toxicodependente sem-abrigo em recuperação num CAT ao nível da sintomatologia psicopatológica, vinculação e funcionamento familiar segundo a sua perspetiva. Esta investigação parte um paradigma pós-positivista com o objetivo de alcançar o máximo de compreensão possível da realidade existente e é composta por dois estudos: o estudo 1 e o estudo 2. No estudo 1 (qualitativo) foi possível verificar que até ao momento do início dos consumos nem todos os participantes têm origens familiares semelhantes, no entanto aproxima-os a tipologia de funcionamento destas famílias, a forma de relacionamento e o fator determinante que os impulsionou para o início dos consumos. Após a iniciação dos consumos verifica-se que existem percursos de vida semelhantes onde a maioria destes participantes tem ou já teve relações cortadas com a sua família, viveram na rua e consideram que estabelecer contacto com a família é um fator importante para a sua recuperação e para a manutenção da abstinência. No estudo 2 (quantitativo) verificamos que os participantes têm índices gerais de sintomas psicopatológicos e níveis de vinculação ansiosa mais elevados que a população geral. Quanto à tipologia de funcionamento das famílias ao nível da coesão e da flexibilidade estamos perante famílias com um funcionamento pouco adaptativo, a comunicação existente é pouco investida e o nível de satisfação muito baixo. Por fim, foi possível verificar que a psicopatologia existente está diretamente relacionada com o funcionamento familiar ao nível da flexibilidade e com o padrão de vinculação. Concluímos que trabalhar com os toxicodependentes sem-abrigo em CAT ao nível dos seus padrões de vinculação e ao nível da estrutura e funcionamento familiar, assim como, com os elementos que compõem a sua família, poderá contribuir para uma diminuição da sintomatologia apresentada e para um aumento das taxas de sucesso na manutenção da abstinência e na continuação do seu percurso de recuperação e tratamento.
URI: http://hdl.handle.net/11144/3858
Appears in Collections:DPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Marisa Dolores.pdf2.69 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.