Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/3786
Title: Do tradicional espaço público ao “novo” digital. A apropriação pela audiência nos medios digitais. Para um estudo do panorama português
Authors: Fonseca, Ana Isabel Caxias
Orientador: Amaral, Inês
Keywords: Espaço Público
Opinião Pública
Audiências
Rede
Digital
Issue Date: 23-Apr-2018
Abstract: A criação da Internet e a evolução tecnológica provocaram uma mudança no paradigma comunicativo. O que antes se limitava a uma sala, uma televisão e uma rádio alastrou-se a ecrãs interativos e lugares diversos. A intensidade da comunicação aumentou, mas com ela trouxe consigo um sentido paralelo de troca de informação, o que na prática revela o potencial de transmissão, transformação e manipulação de dados por parte dos cidadãos. É assim que o advento da rede e o reinado da esfera pública marcam os nossos tempos. O espaço público, outrora limitado, abre fronteiras, dissipa-se e ganha caraterísticas muito próprias: resiste às representações dos mass media e cria as suas próprias identidades e manifestações. A esfera pública deixou assim de ser una, e começaram a existir diversos fóruns de discussão, parte integrante da sua dimensão civil. Neste contexto, a opinião pública ganha um papel principal na sociedade dos nossos dias: ela influencia o poder político e é influenciada por ele. Historicamente, tem origem nos séculos XVII e XVIII, mas no presente distancia-se do conceito original, mudança em tudo motivada pela democracia de massa e pela sociedade de informação. Nesta dissertação tentamos compreender como é que o reinado da Internet originou processos de globalização, individualização e mediatismo sócio-comunicacionais. Daqui decorre a nossa questão de investigação sobre o possível reconhecimento e a consequente apropriação de um espaço público digital por parte de atores de distintas esferas. Os objetivos específicos foram operacionalizados num estudo empírico que visou analisar, no contexto português, o espaço público visível em meios de comunicação online. Para tal, Jornal de Notícias (JN) e Público (que surgiram no offline, mas ganharam destaque no digital, tanto em websites como em redes sociais) foram objeto de análise nas suas páginas de Facebook, durante o mês de janeiro de 2017. Com base na metodologia da análise de conteúdo, combinámos a vertente quantitativa com a qualitativa com o objetivo de aferir o tipo de apropriação que os utilizadores fazem dos espaços públicos digitais destes media nacionais nas páginas de Facebook e, por fim, quais as temáticas com maior participação dos utilizadores nos espaços públicos digitais nos mesmos. Neste sentido, as hipóteses de trabalho colocadas impliquem uma apropriação do espaço público digital pelos utilizadores ser feita consoante as temáticas e posts publicados. Também a participação dos utilizadores está condicionada aos temas da atualidade, e a interação no espaço público digital é maior quando o conteúdo é multimédia e/ou visual. As temáticas internacionais foram alvo de maior abordagem, verificando-se o vértice excecional da morte do antigo Presidente da República, Mário Soares. Por outro lado, a consequente interação do público com estes temas veio salientar o interesse pelos primeiros, com um decréscimo pelo segundo.
URI: http://hdl.handle.net/11144/3786
Appears in Collections:DCC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Final_Aluna_20141203hoje.pdf647.14 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.