Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/3628
Title: Apoio ao desenvolvimento de processos de alfabetização: iniciativa multimédia de promoção da literacia em Português Língua Segunda.
Authors: Figueiredo, Sandra
Silva, Carlos Fernandes da
Keywords: Alfabetização
Língua Segunda
Issue Date: 2008
Publisher: UNIVERSIDADE 2008
Citation: Figueiredo, Sandra Deolinda Andrade de Bastos; Carlos Fernandes da Silva. Apoio ao desenvolvimento de processos de alfabetização: iniciativa multimédia de promoção da literacia em Português Língua Segunda. In Atas do 6to Congreso Internacional de Educación Superior- UNIVERSIDAD 2008, x-x, Cuba: UNIVERSIDADE 2008, 2008.
Abstract: Num mundo cada vez mais globalizado a alfabetização constitui a ferramenta principal de poder de progresso das nações. Ainda são poucas as iniciativas da tecnologia actual que promovam o desenvolvimento das competências literácitas em Língua Segunda, em contexto escolar e para-escolar. Foi neste contexto que propusemos de forma inovadora e com uma perspectiva de divulgação nacional e internacional o desenvolvimento de um produto multimédia, com o nome de Babel, para disponibilização em CD-ROM. Todo o ambiente gráfico foi preparado de forma a coincidir com a funcionalidade dos seus componentes, cuja arquitectura se encontra especificada num guião em formato digital, o qual deverá transmitir coerência entre todos os elementos, ser atractivo e corresponder às necessidades do público-alvo. Uma das peculiaridades deste programa é o facto das suas instruções se encontrarem traduzidas em dez línguas, sendo uma delas o castelhano. Os alunos visados como utilizadores do Programa são, principalmente, indivíduos com experiência migratória, imigrantes portugueses, bem como alunos emigrantes portugueses e que, residentes noutro país, necessitem de incentivo e apoio (dispositivo) na aquisição da Língua Portuguesa. Por outro lado, o BABEL também é indicado para alunos que se encontrem em fase de alfabetização do Português como língua materna (nativos). As múltiplas opções de trabalho que o programa disponibiliza também estão pensadas para serem exploradas por estrangeiros que, mesmo não imigrantes portugueses, possam contactar com a língua e cultura portuguesas. No que respeita aos alunos imigrantes que não tem o Português como Língua materna, o Programa dirige-se, essencialmente, para os que se encontrem entre os seguintes níveis de proficiência: A1 (iniciação) até ao B1 (nível limiar), segundo o Quadro Europeu Comum de Referência (2001). Esta iniciativa pode, assim, ser beneficiada por locutores que, em Português, possam produzir, no mínimo, expressões simples, fazer descrições simples, compreender, com auxílio, conversas, textos e leituras sem grau de complexidade comprometedor, até a um nível mais elevado (B1) em que possam compreender textos já com alguma complexidade, conversar mais ou menos fluentemente, sendo que, no entanto, a sua consciência linguística em L2 tem de ser auxiliada pelo interlocutor (QECR, 2001) e a articulação textual não é muito satisfatória.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/3628
Appears in Collections:CIP - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo 1 Cuba.pdf319 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.