Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/3499
Title: Pressuposto científico revisitado: aprendizagem diferenciada de acordo com o tipo de escolas e não de acordo com as minorias linguísticas.
Authors: Figueiredo, Sandra
Martins, Maria Margarida Alves d'Orey
Silva, Carlos Fernandes da
Keywords: Escola e recursos de PLE
minorias linguísticas
Língua Segunda
Análise confirmatória
Issue Date: 2017
Publisher: American Organization of Teachers of Portuguese - AOTP
Citation: Figueiredo, Sandra Deolinda Andrade de Bastos; Maria Margarida Alves d'Orey Martins; Carlos Fernandes da Silva. Pressuposto científico revisitado: aprendizagem diferenciada de acordo com o tipo de escolas e não de acordo com as minorias linguísticas. , In Livro de Atas VI EMEP, x-x, USA: AOTP, 2017.
Abstract: O fator ‘escola’ é analisado pela literatura científica como crucial na conjuntura da explicação do desempenho cognitivo e linguístico dos alunos com origem na imigração e dos alunos em contexto de aprendizagem de Língua Estrangeira (LE). Porém, existe ainda uma importante lacuna quanto às especificidades dos efeitos que as escolas provocam em termos de desempenho e áreas de desempenho desses alunos, assim como sobre o modo como a escola pode moderar o efeito (no desempenho dos alunos) de outras variáveis paralelas tais como a língua materna e o nível socioeconómico. Também as dimensões do fator escola, como por exemplo os recursos e professores, não foram ainda claramente exploradas. O presente estudo tem como objetivo examinar essas relações de efeito e a predominância de variáveis que expliquem o desempenho e a diferenciação de performance entre grupos de minorias linguísticas que se encontram em condição de aquisição do Português como Língua Segunda (L2). É esperado verificar-se diferenças de desempenho, considerando quatro escolas portuguesas diferenciadas por tipo e qualidade de recursos (com foco no recurso ‘avaliação de proficiência’ dentro das escolas) percebidos pelos professores (i); é esperado que quando o efeito do tipo de escola é controlado, se verifique o aumento da relação de diferença estatisticamente significativa no desempenho entre os grupos não nativos (em várias tarefas de Português como Língua Segunda) dependendo da Língua Materna dos alunos (ii), da nacionalidade dos alunos (iii), e do nível socioeconómico dos alunos (iv). Os resultados obtidos esclarecem sobre a necessidade de diferenciação pedagógica nas escolas com maior recurso a testes de proficiência e a materiais multimédia. O corpus de resultados desta investigação será divulgado em formato de repositório eletrónico nacional com instrumentos e guiões para apoio aos docentes e outros profissionais quanto à construção de metodologias e à verificação de recursos e tarefas validadas nas escolas e respetivas salas de aula.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/3499
Publisher version: http://www.aotpsite.net/
Appears in Collections:CIP - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EMEP2_capÃ_tulo _(1_).pdf2.52 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.