Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/3377
Title: O sono infantil, perturbações associadas e guarda parental
Authors: Barros, Daniela
Orientador: Gomes, Ana Maria das Dores Pires
Keywords: sono,
perturbações do sono
guarda parental partilhada
P.H.D.A
comportamentos
comorbilidade
Issue Date: 15-Dec-2017
Abstract: O sono é um processo neurobiológico de vital importância para as crianças. Ele está relacionado a complexos mecanismos regulatórios dos ciclos de sono que são interdependentes com as funções biológicas do organismo, mas, do mesmo modo, pode sofrer impacto de fatores externalizantes, entre eles, os hábitos de higiene do sono, estes por sua vez e de acordo com a literatura, podem ser regulados pelo comportamento parental. Dentre muitas das suas funções, estão relatadas a restauração de mecanismos fisiológicos e a manutenção de estádios psicológicos saudáveis. O sono perturbado está relacionado a problemas que podem se refletir nos comportamentos diurnos. A literatura aponta para uma associação entre as perturbações do sono e os problemas do comportamento, designadamente a P.H.D.A. A presente investigação teve como principal objetivo, verificar os hábitos do sono, suas perturbações, bem como a comorbilidade com a perturbação do comportamento, especificamente a P.H.D.A., Consideramos de igual modo pertinente, verificar se as crianças com guarda parental partilhada sofrem prejuízos quanto ao sono comparativamente às crianças em outros tipos de guarda parental. A amostra foi constituída por 53 crianças entre os 6 e os 11 anos (M=8), a frequentarem escolas da Grande Lisboa e Vale do Tejo. Foram administrados instrumentos validados para população portuguesa Children’s Sleep Habits Questionnaire (CSHQ-PT), Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (PSQI), Escala de Conners para Professores – versão reduzida (CTRS-R) e Questionário sociodemográfico. Os dados permitiram verificar a relação entre perturbações do sono do tipo parassónia e problemas de oposição e qualidade deficitária do sono. Por sua vez, o excesso de atividade motora correlaciona-se com a perturbação respiratória do sono. Foram encontradas relações entre a qualidade subjetiva do sono, uso de medicação e sonolência diurna, todas relacionadas ao défice de atenção, a qualidade subjetiva do sono correlaciona-se significativamente com a maior sonolência diurna. Os resultados indicam perturbação do sono em 41,5% da amostra. Igualmente, verificamos que as crianças com perturbação do sono apresentam índices mais elevados de P.H.D.A. Ainda, aferimos que as crianças em guarda parental partilhada não sofrem prejuízos quanto ao sono.
URI: http://hdl.handle.net/11144/3377
Appears in Collections:DPS - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese Final_v6.pdf3.52 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.