Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/3005
Title: Cerimónia de homenagem ao Arqtº. Nuno Teotónio Pereira promovida pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU). Lisboa, Teatro Thalia, 20 de dezembro de 2016
Ceremony in honour of Architect Nuno Teotónio Pereira. Held by Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) Lisbon, Thalia Theatre, 20 December 2016
Authors: Pereira, Luísa Teotónio
Keywords: Nuno Teotónio Pereira
habitação para o maior número
homenagem
IHRU
Father
tribute
IHRU
Issue Date: Dec-2016
Publisher: CEACT/UAL
Abstract: Não vou recordar o percurso profissional do Pai, mas apenas lembrar que além de arquiteto de inúmeras obras, nomeadamente de habitações, em várias épocas e em vários pontos do país, baseadas em diferentes programas (unifamiliar, plurifamiliar, para pessoas com mais e menos meios, com predomínio da habitação social), ele foi também um investigador da habitação. Desde logo no âmbito do Inquérito à Arquitetura Popular em Portugal (1955) e mais tarde em Lisboa quando, com Irene Buarque, realizou um trabalho sobre a evolução dos prédios e vilas de Lisboa, em particular dos séculos XIX e XX (1995) e, ainda, quando coordenou uma equipa que deu origem à publicação “Montijo, um património a preservar: arquitetura doméstica de expressão protomoderna” (2008). Foi ainda, e sobretudo, um lutador pelo direito à “habitação para o maior número” - uma frase sua, que vem do I Congresso Nacional dos Arquitetos, em 1948 e que é igualmente o título de uma obra publicada pelo IHRU e pela Câmara Municipal de Lisboa, sob coordenação científica de Nuno Portas (2013).
I will not go over my father’s professional achievements but simply recall that he was not only an architect who designed houses, among other buildings, in different decades and places, based on different programs (single-family, multifamily, for rich and poor people, in particular, social houses), but also a researcher. He conducted the survey on popular architecture in Portugal (Inquérito à Arquitetura Popular em Portugal - 1955) and later, in Lisbon, he worked with Irene Buarque on the development of buildings and neighbourhoods in Lisbon, in particular in the 19th and 20th centuries (1995), as well as coordinated a team who later published the book on the city of Montijo “Mont ijo, um património a preservar: arquitetura doméstica de expressão protomoderna” (2008). Moreover and more importantly, he fought for the right to have a house. His well-known phrase was “habitação para o maior número” (“a house for as many people as possible”), which he stated at the First National Architect Conference in 1948 and which is the title of a book published by IHRU and Lisbon City Hall, edited by Nuno Portas (2013).
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/3005
ISSN: 2182-4339
Appears in Collections:ESTUDO PRÉVIO - DEZ [inverno 2016]

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EP10-Luisa_Pereira-PDF.pdf239.87 kBAdobe PDFView/Open
EP10-Luisa_Pereira-EN-PDF.pdf271.48 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.