Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/2728
Title: A perturbação borderline da personalidade
Other Titles: Borderline personality disorder
Authors: Herédia, Afonso Miguel de
Henriques, Patrícia Isabel Nunes
Keywords: borderline
instabilidade
impulsividade
suicídio
terapia dialéctico-comportamental.
borderline
instability
impulsiveness
suicide
dialectical behavioral therapy
Issue Date: 2015
Publisher: EDIUAL
Abstract: A perturbação borderline da personalidade caracteriza-se por uma instabilidade nas relações interpessoais e uma dificuldade no controlo dos impulsos. Os pacientes têm um medo intenso do abandono, e uma tendência para praticar actividades auto-lesivas, como o abuso de substâncias, a auto-mutilação e o suicídio. Segundo o DSM-5™, o funcionamento da personalidade caracteriza-se sobretudo por uma auto-imagem instável, sentimentos de vazio, uma tendência para percepções selectivas das características negativas dos outros e relações interpessoais intensas, instáveis e conflituosas. Nesta perturbação, esta nova versão do DSM considera ainda como traços patológicos, a labilidade emocional, a ansiedade, a insegurança na separação e a depressividade. Apesar de se verificar uma comorbilidade psiquiátrica significativa e um recurso frequente aos serviços de saúde, os sintomas tendem a melhorar com a idade, estando descritas remissões. Na sua etiologia estão envolvidos factores biológicos, familiares e ambientais, salientando-se as experiências traumáticas na infância e um ambiente familiar invalidante. A terapia dialéctico-comportamental foi especificamente desenvolvida para esta perturbação e tem-se demonstrado útil. A farmacoterapia deve utilizar-se apenas como adjuvante das intervenções psicológicas.
The borderline personality disorder is characterized by instability in interpersonal relationships, and a difficulty in controlling impulses. Patients have an intense fear of abandonment, and are prone to practice selfdamaging activities, such as substance abuse, self-mutilation and suicide. According to the DSM-5 ™, the personality functioning is characterized primarily by an unstable self-image, feelings of emptiness, a propensity for selective perceptions of the negative characteristics of others and intense, unstable and conflicting interpersonal relationships. This new DSM version, also considers as pathological traits in this disorder, emotional lability, anxiousness, separation insecurity and depressivity. Although there is often psychiatric comorbidity and frequent use of health services, symptoms tend to improve with age, and remissions have been registered. In its etiology, biological, familial and environmental factors have been implied, especially traumatic childhood experiences and invalidating family environments. Dialectical behavioral therapy was specifically developed for this disorder and has proven to be useful. Pharmacotherapy should be used only as adjunctive to psychological interventions.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/11144/2728
ISSN: 1647-2284
Publisher version: http://journals.ual.pt/psique/wp-content/uploads/2014/12/PSIQUE-XI-Miolo-FINAL1.pdf
Appears in Collections:EDIUAL - PSIQUE. Vol. 11 (2015)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PSIQUE-XI-A Perturbação Borderline da Personalidade_65-89.pdf11.11 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.