Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/2671
Title: Questionário de estilos parentais para pais (PAQ-P) - Estudos de validação
Authors: Pires, Mónica
Jesus, Saul Neves de
Hipólito, João
Keywords: Estilos parentais
Escala
Validação
Parentalidade
Issue Date: 2011
Publisher: Sociedade Portuguesa de Psicologia
Citation: Pires, M.; Jesus, S. N.; Hipólito, J.Questionário de Estilos Parentais para Pais (PAQ-P) - Estudos de validação. In Actas do VIII Congresso Iberoamericano de avaliação/evaluación Psicológica – XV Conferência Internacional de Avaliação Psicológica, Lisboa, 2011.
Abstract: Após a adaptação e dos procedimentos de tradução do Parental Authority Questionnaire (Buri, 1991), para a língua portuguesa e para a resposta a pais, e dos estudos iniciais de adaptação e pré-validação (Pires, Hipólito & Jesus, 2010), procedeu-se à validação final do Questionário de Estilos Parentais para Pais (PAQ-P), permitindo avaliar as suas qualidades psicométricas e respectiva comparação com estudos exploratórios anteriores (Pires, 2008; Pires, Hipólito & Jesus, 2010) e com o instrumento original (Buri, 1991). Trata-se de um instrumento que avalia a tipologia dos estilos de autoridade parental (EP), padrões consistentes de socialização adoptados pelos pais da relação com os filhos, e determinado o clima afectivo familiar. A validação do PAQ-P (Pires, 2010), resulta da sua aplicação a uma amostra de 318 sujeitos, 167 mães (52.5%) e 151 pais (47.5%) entre 22 e os 55 anos de idade de crianças com idades de três aos 10 anos de idade 174 raparigas (55.4 %) e 140 rapazes (44.6 %) residentes na região da grande Lisboa. Após a limpeza e verificação da adequação dos dados para o procedimento da análise factorial, procedeu-se à análise dos valores de kurtose e achatamento dos itens que revelaram boa sensibilidade, tanto na amostra geral, como separadamente para pais e mães. A Análise de Componentes Principais com rotação varimax dos 30 itens, resultou na extracção de 3 factores (com 10 itens cada) que explicam 38.7% da variância (factor 1 – EP autoritativo, 16.08% da variância; factor 2 – EP autoritário, 11.54% da variância e factor 3 – EP permissivo, 11,076% da variância), com uma distribuição idêntica à do instrumento original destinado a jovens. A validade discriminante evidenciou a oposição entre os EP autoritativo e permissivo. Em termos de fidelidade, foram encontrados valores de consistência interna satisfatórios (fact.1, =.83; fact.2, =.77; fact. 3, =.75), com os valores encontrados através do método split-half a reforçarem a precisão do instrumento. Foram determinadas normas percentílicas separadamente para pais e mães em cada sub-escala.
URI: http://hdl.handle.net/11144/2671
ISBN: 978-989-20-2702-9
Appears in Collections:CIP - Comunicações em conferências
BUAL - Comunicações em conferências



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.