Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/2656
Title: Estudo da relação entre a estratégia organizacional, a liderança, a cultura organizacional e a inovação: caso de estudo do Centro Hospitalar Barreiro Montijo, EPE
Authors: Luís, Pedro Filipe Monteiro
Orientador: Santos, Denise Capela dos
Keywords: Perfil
Inovação
Cultura Organizacional
Estratégia
Estudo de Caso
Issue Date: 8-Jul-2016
Abstract: Este estudo relaciona a estratégia organizacional, a liderança, a cultura organizacional e a inovação no caso particular do Centro Hospitalar Barreiro Montijo, Entidades Públicas empresariais (EPE). Os objetivos gerais e específicos pretendem dirigir o trabalho no sentido de comprovar se há ou não relações e correlações entre as variáveis em estudo, numa base científica, sendo que o estudo geral passa por identificar o Perfil dos funcionários em estudo, Estratégia, Liderança, Cultura Organizacional e Inovação num Hospital Público Português (HPP) onde são também importantes variáveis como: género, idade, formação académica, e outros indicadores sociodemográficos. A metodologia utilizada baseia-se num estudo empírico hipotético–dedutivo onde se estabelecem várias hipóteses, com base em vários modelos de autores de renome e onde depois, com a recolha de dados retirados de questionários feitos na Unidade Hospitalar e de outros documentos, se poderão tirar conclusões. No que se refere aos resultados, identificaram-se algumas situações tais como: o Perfil do colaborador influencia o estilo de liderança bem como a liderança influencia / condiciona a inovação. Há mesmo uma relação linear entre a liderança e o perfil. Há fortes correlações entre: a Idade e o Tempo de Experiência dos questionados; a Cultura Organizacional de Apoio e os Processos de Inovação de Apoio; a Cultura Organizacional Inovadora e os Processos de Inovação com regras Inovadoras e os Processos de Inovação por Objetivos com os Processos de Inovação regidos por Regras. Assim, verifica-se e conclui-se que Estratégia Organizacional é Defensiva, Analisadora, Prospetora e pouco ou nada Reativa. Os aspetos mais facilitadores desta Unidade Hospitalar parecem ser a liberdade de propor, de expressar ideias e intervir de alguma forma na gestão, com tudo o que isso possa acarretar para a Inovação. Para a Gestão Hospitalar, estes estudos são muito importantes porque se pode saber o que de bom ou de errado se fez ou se está a fazer e isso é fundamental para que o progresso se faça de forma mais eficaz e mais célere.
Description: Dissertação de mestrado em gestão de empresas. Planeamento e estratégia empresarial
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/2656
Appears in Collections:DCEE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estratégia, Gestão, Inovação e Cultura Organizacional 21062016 pedro.pdf3.27 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.