Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/2404
Title: Resta-nos a Cultura, Claro
Authors: Coelho, Eduardo Prado
Issue Date: 1997
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: 1. Solicitado a reflectir sobre Portugal, a sua forma de estar no mundo de hoje, a sua eventual imagem no mundo, o modo contemporâneo de ser português, e as modas desse modo, começo por recorrer à minha própria experiência, a mais recente, e percorrer de novo as primeiras impressões de quem entra em terra portuguesa vindo de carro e acaba de passar a quase invisível fronteira de Vilar Formoso. A sensação inicial é a de que o risco de morte aumentou: a condução dos carros de matrícula portuguesa é genericamente muito mais perigosa, evidenciando não apenas imperícia como uma assinalável falta de civismo. Afinal, a mensagem aterradora das estatísticas pode ser empiricamente confirmada. Sucede ainda que nos é proposta uma estrada de nome IP5, que, pelo seu traçado, parece um permanente desafio à competência e ao sangue-frio dos condutores.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/2404
ISBN: 972-8179-13-8
Publisher version: http://janusonline.pt/1997/1997_3_27.html
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 1997 - As relações exteriores

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus1997_3_27.doc150 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.