Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/2401
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorJunior, Francisco Silva Cavalcante-
dc.contributor.advisorPires, Mónica-
dc.contributor.authorGiaxa, Renata Rocha Barreto-
dc.date.accessioned2016-01-07T18:38:24Z-
dc.date.available2016-01-07T18:38:24Z-
dc.date.issued2015-11-26-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11144/2401-
dc.description.abstractO estabelecimento de vínculos terapêuticos entre os médicos e seus pacientes, pela empatia, constitui-se como habilidade clínica cada vez mais valorizada no ensino superior. O objetivo geral deste trabalho é fornecer dados e promover reflexões acerca de possíveis intervenções para o desenvolvimento da empatia na formação médica. Mediante um estudo exploratório de metodologia mista sequencial, foram investigados os tipos psicológicos (QUATI), as medidas de empatia (EMRI) e as percepções dos estudantes sobre a aprendizagem da empatia durante a graduação. No primeiro estudo – quantitativo e transversal - concluiu-se que altas pontuações nas medidas da empatia independem do tipo de personalidade do estudante. Apenas o domínio sentimento do QUATI contribuiu ligeiramente para a explicação do domínio consideração empática da EMRI. No segundo estudo –qualitativo –os dados dos grupos focais com estudantes de empatia elevada revelaram que há diferentes modos desenvolver empatia, a depender do tipo psicológico. Como entravespara o desenvolvimento da empatia, destacaram-se, dentre as categorias de análise, a desvalorização das habilidades e atitudese a negligência na avaliaçãodo estudante pelo professor. A conduta do professor – no sentido da humildade, da ética e da empatia na relação com o estudante e com o paciente – apareceu como principal facilitador no desenvolvimento da empatia. Concluiu-se que um modelo de intervenção para o desenvolvimento da empatia na formação médica deve estar voltado, sobretudo, para o desenvolvimento humanístico do próprio professor universitário. Fazem-se necessários e urgentes estudos aprofundados, voltados para o desenvolvimento da empatia docente no ensino superior.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectEmpatiapor
dc.subjectPersonalidadepor
dc.subjectEducação Médicapor
dc.subjectRelação Médico-Pacientepor
dc.subjectDocênciapor
dc.subjectEnsino Superiorpor
dc.titleTipos psicológicos e empatia: contribuições da psicologia para a formação do (ser) médico.por
dc.typedoctoralThesispor
dc.peerreviewednopor
dc.identifier.tid101411499-
Appears in Collections:DPS - Teses de Doutoramento
BUAL - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Giaxa[PARA IMPRESSAO].pdf4.2 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.