Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/2253
Title: O impacte económico da imigração para Portugal
Authors: Rato, Helena
Issue Date: 2001
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: Numa perspectiva de análise histórica, podemos afirmar que Portugal tem sido um país de emigração cuja génese remonta ao séc. XV, com o início do movimento das descobertas. No entanto, os fluxos imigratórios para Portugal não são um fenómeno recente, remontando igualmente a sua origem ao séc. XV, com a importação de escravos, sobretudo oriundos de África, para compensar a carência de mão-de-obra decorrente do modelo de expansão colonial português. Estima-se que, no séc. XVII, na região de Lisboa e certas zonas do Alentejo e Algarve, a população de origem africana representaria 10 a 20% da população total (Tinhorão, pp. 101 e 112). A partir do séc. XVIII terminou essa imigração forçada para Portugal, continuando, porém, a processar-se com destino ao Brasil. No séc. XIX, os fluxos imigratórios para Portugal tornaram-se insignificantes, em termos demográficos, mas não em termos económicos, devendo salientar-se a presença de cidadãos estrangeiros originários de Espanha, Reino Unido, Alemanha e França, ligados à exploração mineira e à comercialização do vinho do Porto (Lopes, p. 93), assim como a presença de brasileiros, presença essa profusamente referenciada na literatura da época.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/2253
ISBN: 972-8179-33-2
Publisher version: http://janusonline.pt/2001/2001_3_3_14.html
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2001 - Actualidade das migrações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus2001_3_3_14.doc267.5 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.