Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/2181
Title: A moeda única e a reforma do sistema financeiro
Authors: Morais, Henrique
Issue Date: 1998
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: No dia 1 de Janeiro de 1999 inicia-se a terceira fase da União Económica e Monetária, sendo definidas as taxas de conversão entre as moedas dos Estados que nela participarem e a moeda europeia (o Euro). A partir daí começarão a ser realizadas operações cambiais nesta moeda, para em 1 de Janeiro de 2002 as notas de euro passarem a circular livremente nos Estados-membros, sendo as moedas nacionais retiradas de circulação progressivamente até Julho desse ano. Do ponto de vista dos Estados-membros da União Económica e Monetária a introdução de uma moeda comum em substituição das moedas nacionais torna necessária, entre outras, uma reavaliação da política monetária, que deixará de ser definida unilateralmente por esses Estados, passando a ter um cariz supranacional e a ser conduzida pelo Banco Central Europeu. Por outro lado, as instituições financeiras deverão operar num contexto alargado e em condições de concorrência e formação de preços distintas das que conheceram nas últimas décadas. Deste modo, os primeiros anos do século vindouro corresponderão manifestamente a uma época de profundas transformações no sistema financeiro, e em particular no sector bancário, que exigirão provavelmente uma reforma profunda deste sector.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/2181
ISBN: 972-8179-22-7
Publisher version: http://janusonline.pt/1998/1998_3_21.html
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 1998 - Relações com as grandes regiões do mundo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus98_3_21.doc151.5 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.