Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/2034
Title: Revolução Francesa: a memória da imprensa no primeiro centenário
Authors: Castro, Zília Osório de
Issue Date: 2000
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: A imprensa cria a memória. Ao conservar e divulgar mantém vivo o passado no presente, num processo em que a objectividade se alia à subjectividade. Descrever os acontecimentos, retratar os homens, enunciar as ideias implica conjugar o conhecimento possível do real do acontecer com a transfinitude do olhar sobre esse mesmo acontecer. Ou seja, permite compaginar a irredutabilidade do que foi expressão de vida num tempo e lugar determinados, com a redutibilidade das potencialidades cronológica e topologicamente inesgotáveis do viver. Neste sentido, a imprensa, quer a noticiosa, quer a de opinião, porque situada e datada, retrata uma actualidade parada no tempo, complexa nas suas tensões, interrogações e lacunas, mas passível de ser compreendida, interpretada e completada. Ora, na medida em que veicula um ponto de situação marcado pela diversidade dos modos de pensar e, por vezes, por disparidades factuais, além de dar a conhecer o carácter multifacetado de uma realidade que está longe de ser unívoca e abúlica, abre as portas a uma permanente actualização, não só dos conhecimentos em si, mas da reflexão sobre eles.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/2034
ISBN: 972-8179-30-8
Publisher version: http://janusonline.pt/1999_2000/1999_2000_1_22.html
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 1999-2000 - Dinâmicas e tendências das relações externas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus9900_1_22.doc243 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.