Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/1990
Title: Da decisão política ao teatro de operações
Authors: Duque, José Jorge
Issue Date: 2005
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: A maioria das missões de paz em que Portugal participou teve por base resoluções do Conselho de Segurança da ONU. No sistema de direito internacional tradicional, estas resoluções constituem a base inquestionável de legitimidade das missões de manutenção e imposição de paz. Este princípio tem sido questionado recentemente, em nome de políticas unilateralistas e teorias não restritivas de guerra preventiva. Algumas das missões de paz são assumidas e comandadas pela ONU. Neste caso elas são financiadas pela organização, que suporta as despesas de pessoal (apenas o suplemento de missão que cada homem recebe além do vencimento), a amortização do equipamento, os transportes para o teatro de operações (TO) e de regresso, parte da sustentação e, evidentemente, os custos de operação. Outras missões são cometidas pela ONU a organizações internacionais ou regionais de segurança, por exemplo a OTAN, ou a coligações internacionais.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/1990
Publisher version: http://janusonline.pt/2005/2005_4_3_3.html
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2005 - A guerra e a paz nos nossos dias

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus2005_4_3_3.doc181.5 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.