Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/1720
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorTeixeira, Nuno Severiano-
dc.date.accessioned2015-08-19T08:44:36Z-
dc.date.available2015-08-19T08:44:36Z-
dc.date.issued2003-
dc.identifier.isbn972-8197-47-2-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11144/1720-
dc.description.abstractA primeira resposta da UE aos ataques de 11 de Setembro caracterizou-se por uma onda de simpatia e de solidariedade para com os EUA. No entanto a Política Externa de Segurança e Cooperação não conseguiu oferecer uma resposta eficaz e consensual a estes acontecimentos: as grandes potências europeias reuniram-se à margem dos restantes Estados-membros, antes do Conselho Europeu de Ghant, com vista à tomada de uma posição “comum” relativamente a esta questão. A resposta da UE baseou-se assim na política de segurança interna europeia, o chamado Espaço de Liberdade, de Segurança e de Justiça.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherOBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboapor
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleA UE e o 11 de Setembropor
dc.typearticlepor
degois.publication.titleJanus 2003: A convulsão internacionalpor
dc.peerreviewednopor
dc.relation.publisherversionhttp://janusonline.pt/2003/2003_2_2_7.htmlpor
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2003 - A convulsão internacional

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus2003_2_2_7.doc151 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.