Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/1364
Title: Federalismo "competitivo" e ensino superior alemão
Authors: Amorim, Fernando
Issue Date: 2006
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: As universidades alemãs remontam nas suas origens ao século XV, reflectindo desde então uma longa tradição de excelência académica e de internacionalização. Após a reforma realizada por Wilhelm von Humboldt (1767 - 1835), as universidades alemãs tornaram-se o paradigma do “modelo Humboldt” que implicava a unidade entre pesquisa e ensino, e a busca do conhecimento de forma independente e livre de qualquer tipo de controlo ou censura por parte do Estado. Este modelo constituiu-se como paradigma alternativo e concorrente ao modelo francês (“napoleónico”), assente numa formação universitária orientada somente para a profissão, mas que acabou por se estabelecer em outros países da Europa.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/1364
ISBN: 989-619-020-8
Publisher version: http://janusonline.pt/2006/2006_2_1_5.html
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2006 - A nova diplomacia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus2006_2_1_5.doc234 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.