Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/1316
Title: Os jornalistas em cenários de conflito
Authors: Tomé, Paula Monge
Issue Date: 2006
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: A maior parte do público está dependente há muito tempo, primariamente ou inteiramente, dos media para saber e compreender o que se passa num palco de conflito – neste sentido, a comunicação social seria apenas um intermediário. Porém, é muito mais do que isso: é um meio considerável para influenciar e condicionar, quer as opiniões públicas, quer os decisores políticos e militares. Na medida em que as “ guerras se travam nos campos de batalha mas também nas páginas dos jornais, nas imagens e palavras dos noticiários, nas páginas de web ”, a informação e a comunicação são cada vez mais um factor estratégico fundamental, através das quais se consegue o apoio ou a condenação das decisões e das acções operacionais; manter ou desgastar o moral e a motivação entre as forças envolvidas e a sociedade em geral; a mobilização de mais ou menos recursos; sustentar ou não o empenho num conflito; e desenvolver acções de propaganda, desinformação e contra-informação.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/1316
ISBN: 989-619-020-8
Publisher version: http://janusonline.pt/2006/2006_1_1_13.html
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2006 - A nova diplomacia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus2006_1_1_13.doc227 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.