Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11144/1263
Title: As declinações da religião na modernidade
Authors: Garcia, José Luís
Issue Date: 2007
Publisher: OBSERVARE. Universidade Autónoma de Lisboa
Abstract: Um dos grandes teóricos políticos contemporâneos, Isaiah Berlin, escreveu sobre “o mais notável de todos os profetas do século XX”: “Saint-Simon é o introdutor daquilo que pode ser designado por reli-giões seculares – ou seja, a primeira pessoa a perceber que não podemos viver apenas da sabedoria tecnológica; que é necessário fazer algo para estimular os sentimentos, as emoções, os instintos religiosos da humanidade. É a primeira pessoa – não de forma calculista, porque o fez com grande entusiasmo e fervor, naturais dele – a inventar esse substituto para a religião, essa variante secularizada, humanizada, sem teologia, do cristianismo, do qual tantas versões começaram a circular no século XIX e depois – algo como a religião da humanidade de Kant; algo como todas as pseudo-religiões, todas as moralidades com o mais ténue aroma religioso, consideradas como um substituto, nos homens racionais, para a obscuridade teológica cegamente dogmática e anticientífica do passado.
Peer reviewed: no
URI: http://hdl.handle.net/11144/1263
ISBN: 989-619-094-1
Publisher version: http://janusonline.pt/2007/2007_4_1_5.html
Appears in Collections:OBSERVARE - JANUS 2007 - Religiões e política mundial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo_janus2007_4_1_5.doc161 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.